100 Anos de Esperança!

“Nos próximos decênios, travar-se-á sem dúvida a luta pela preservação da Amazônia, com toda a sua riqueza de florestas e águas, que constitui umas das maiores promessas de nosso futuro. E é justamente lá que se concentram os índios e os pobres posseiros que tratam a terra sem empobrecê-la, e salvam, para o Brasil e para o mundo, a maior reserva de oxigênio e de vida animal que ainda existe”.

“A primeira lei de colaboração é a lei da escuta. O próprio indígena é que deveria apontar-nos o que precisa para sobreviver com dignidade e para preservar os valores que cultivou durante milênios de anos. Para tanto se reúnem hoje os seus caciques e chefes, mas suas vozes e suas palavras se perdem diante do tumulto e da ganância dos que lhes ocupam os espaços, sob o pretexto de desenvolvimento, embora este desenvolvimento se baseie na desigualdade”.  

Paulo Evaristo Arns, 1982

No livro A violência em nossos dias – Editora Salesiana Dom Bosco

“Eu não aceito que a ética do mercado, que é profundamente malvada, perversa, a ética da venda, do lucro, seja a que satisfaz o ser humano”. 

 

Paulo Freire